” A vida é como uma peça de teatro que não permite ensaios.
Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. ”

Charles Chaplin

” A vida é como…

Anúncios

CURIOSIDADES!

  • As pessoas inteligentes tem mais cobre e zinco no cabelo.
  • Se gritares durante 8 anos, 7 meses e 6 dias, a energia liberada é igual a necessária para aquecer uma chávena de café.
  • O suor não tem odor. São as bactérias da pele que criam o cheiro.

LOVE STORY

Era uma vez um vaga-lume. Sabe, aquele mosquitinho que brilha?

Bom, ele tinha um sonho: conhecer alguém e ser feliz pelo resto da vida com esse amor.

Ele morava em uma flor muito grande e queria alguém com quem  pudesse dividir esse espaço tão grande.

Um dia ele encontrou o amor da sua vida, sabe como ela era? Era uma joaninha coisa mais bonita, bem vermelhinha com pintas pretas.

Eles viveram juntos por muito tempo.

O tempo passou mas o amor continuou vivo.

Tiveram filhos, viraram avós e tiveram uma família bem grande.

Um dia aconteceu uma coisa inesperada, a joaninha começou a ficar doente, muito doente. Os filhos, os netos, todos da família estavam cuidando dela, mas já era tarde, a joaninha já havia vivido muito tempo. E assim partiu.

Se você olhar para cima vai ver que a estrela mais brilhante é a joaninha que foi para o céu depois de uma vida inteirinha com o amor de sua vida.

O vaga-lume ficou triste e depois de um tempo também se foi.

Mas não se preocupe eles estão juntinhos lá no céu.

 

Imagem

A Pequena Princesa

 

Há muitos e muitos anos, num lugar do mundo em que ninguém nunca desconfiou que existia, nascia a princesinha mais linda de todos os tempos com a pele morena e com os cabelos mais lindos da cor do mel.

Os pais da menina, Thimóteo e Andressa escolheram o nome de Alessandra.

Thimóteo era rei e Andressa rainha de um pequeno reino ao sul do país.

O castelo era grande e havia um jardim no qual Andressa havia plantado e colhido as mais belas flores com muito amor e carinho.

(continua, fica esperto!)

Há muitos e muitos anos, em algum lugar

As orquídeas e as vacas

Um belo dia na praia, eu começo a escrever:

“As orquídeas são belas…”

Pedi ajuda pra minha mãe… ” Mãe, o que rima com ‘belas’?”

Em meio ao tumulto das responsabilidades domésticas, ela responde:

“Ai, filha, sei lá! ‘Amarelas’??”

Resultado do meu trabalho:

“As orquídeas são belas e as vacas são amarelas!”

Imagem